quinta-feira, 2 de junho de 2016

Recordações da Itália - 2016-05-30 - Florença, Bolonha e Pádua

Desculpem a demora. Os últimos 4 dias foram bastante corridos. Mas voltamos às atualizações da viagem. Estamos ainda em Florença e antes de sairmos de lá, tínhamos que buscar aquilo que ainda faltava : o milagre eucarístico. Ah... Itália. Tantos... Verdadeiros... Este caso de Florença achei incrível. Dois milagres acontecidos na mesma Igreja. Magnífico, já dizia Padre Cardozo.

Dois milagres : Sangue coagulado, o Preciosíssimo Sangue, sec XIII.

No mesmo relicário, hóstias preservadas miraculosamente de um incêndio, no sec XVI.

Ah, antes de ir embora, de Florença, lembrei que no dia 29/05, encontramos o corpo incorrupto de Santo Antonino de Florença, bispo da cidade por volta do séc. XV.

O altat

O corpo incorrupto
Vimos também o corpo de Santa Tereza Margherita do Coração de Jesus, que teve seu corpo incorrupto, após morrer de septicemia, tendo ficado completamente inchada, recuperando sua forma normal após a morte, sendo velado durante uma semana, expelindo ainda um agradável odor.

Santa Tereza Margherita do Coração de Jesus

Partimos então a Bolonha, um pouco de passagem. Bom, tomei uma multa mas conseguimos ver o corpo de Santa Catarina de Bolonha. A freirinha nos deixou ver o corpo por uma janela de um altar lateral da Igreja do convento da Clarisas. Mais um corpo de veras impressionante. Uma monja foi avisada em sonho pela própria Santa Catarina que Nosso Senhor desejava que era fosse venerada na posição sentada. E assim o fizeram.

Santa Catarina sentada.
Uma janela pelo qual se vê o corpo.
Bom, pra finalizar o dia, chegamos a Pádua, terra do querido Santo Antônio. Opa, não. Santo Antônio é de Lisboa e morreu em Pádua. Que me perdoem os portugueses. Santo Antônio de Pádua.

Santuário de Santo Antônio de Pádua.
Ravenna, 02/06/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário