sábado, 28 de maio de 2016

A negação de Dom Williamson aos santos inocentes

Uma pausa nas férias. Já dizia minha mãe, que repetia meu avô, que era um bom mineiro. Como toda gente da roça, acordava cedo e dormia cedo. "Enquanto descansa, carrega pedra." Pois bem, acordei cedo, recebi uma notícia do Padre Cardozo e tratei de carregar pedra.

Mas vou começar por algumas fotos tiradas das lindas Igrejas de Siena, onde estivemos ontem.







Esta sequência de fotos foi retirada de um belíssimo mosaico desenhado no chão da Catedral de Siena, onde a cena narra a "Matança dos inocentes", presente nos evangelhos. Padre Cardozo me dizia que São Tomas de Aquino explica que Deus deu a essas crianças a graça de saber o motivo pelo qual morriam. Uma graça especial, que fez dessas crianças, mártires. 

Mas por que estamos falando disso? Para levantar um tema relativo a notícia que me fez carregar pedras: Os hereges feneístas. Os feneístas negam o batismo de desejo e por consequência o batismo de sangue. Até onde sei, é uma tendência inclusive em alguns ramos sedevacantistas, que inclusive detestam Monsenhor Lefebvre por causa disso. Mas enfim, detalhe que não vem ao caso.

O que vem ao caso é que a notícia recebida hoje foi essa:


O que Monsenhor Williamson vai dizer agora? Que não sabia, como disse da outra vez? Mais uma vez fica claro que o bispo inglês não tem interesse em comportar-se como católico. Segue imperando a imprudência.

Poggibonsi, 28/05/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário