segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

A Religião do homem (II)

Tive a graça de ir a 3 vezes no Santuário de Fátima em Portugal. Lugar das Aparições mais importantes da Virgem Santíssima na história da Igreja (na minha modesta opinião). Duas vezes consegui entrar na Basílica antiga (na nova recusei-me a entrar). A última vez não consegui. Pra minha surpresa, saiu no Fratresinunum um artigo que chamou-me a atenção. A tradicional foto da semana publicada no dia 21/02/16, mostra o horrível altar em forma de mesa inaugurada na Basílica Nossa Senhora do Rosário em Fátima, novidade da reforma que impediu-me de entrar na Basílica a última vez que estive lá.
Reproduzo a foto do site aqui.



Reproduzo também duas fotos de altares maçonicos para que você mesmo possa fazer sua comparação.




Os maçons que dominaram o alto clero da igreja conciliar já não tem mais vergonha na cara. Suas ações estão ficando cada vez mais escancaradas. Faço então a minha reflexão: É essa Igreja Católica Apostólica Romana? A Igreja dos mártires e santos?
Não sou teólogo para responder isso, mas sou capaz de dizer que a um simples fiel não pode ser imputado que são a mesma Igreja. São duas Igrejas. Uma falsa que parasita uma verdadeira.
Por fim, utilizo-me da alocução do Papa Paulo VI no encerramento do Concílio Vaticano II:

"O humanismo laico e profano apareceu finalmente em toda sua terrível estatura, e, em certo sentido, desafiou o Concílio. A religião de Deus que se fez homem encontrou-se com a religião - por que o é -  do homem que se faz Deus. - Que aconteceu? Um choque, uma luta, uma condenação? - Poderia ter-se dado; mas não aconteceu... O descobrimento das necessidades humanas absorveu a atenção de nosso sínodo. Vós outros, humanistas modernos, que renunciais à transcedência das coisas supremas , dai-lhe, ao menos, esse mérito, e reconhecei nosso novo humanismo: nós também, e mais do que ninguém, somos promotores do homem."

Dom Antônio de Castro Mayer faz a seguinte reflexão sobre o que diz Paulo VI: Eis que a igreja conciliar aparece como a igreja do homem.

Este horrível altar em Fátima só nos faz confirmar isso. 

Fonte : Mayer, Dom Antônio de Castro. Monitor Campista, 25/09/1982

Nenhum comentário:

Postar um comentário